Servidores públicos municipais realizaram assembleia sobre a ação do Plano Geral

   Na manhã desta terça-feira (30), os servidores públicos do plano geral compareceram ao auditório do Sinsenat para uma Assembleia Geral, convocada pelo sindicato. O auditório foi pequeno para grande quantidade de servidores que compareceram. A assembleia contou com a presença do advogado Carlos Gondim que deu esclarecimentos aos servidores acerca do processo do plano geral, bem como sobre a audiência de conciliação ocorrida na tarde da última segunda-feira (29), entre a direção do sindicato e representantes da Prefeitura de Natal.

   O Sindicato foi convidado pelo Desembargador Ibanez Monteiro para participar desta audiência de conciliação. Entretanto não foi possível qualquer acordo com a Prefeitura. “A proposta apresentada pela Prefeitura descaracteriza completamente a determinação do Juiz Luis Alberto, que determina o cumprimento da matriz salarial e progressões dentro do mês de outubro.” Explica o Advogado Carlos Gondim.

   Na audiência a Prefeitura de Natal, argumentou dificuldades financeiras para cumprir a ação e conseguiu o prazo até o dia 14 de novembro para cumprir a determinação judicial, com uma interpretação diferente daquela que está posta no processo.

   Para a diretoria do Sinsenat, a audiência de conciliação foi mais uma tentativa de adiar o cumprimento da sentença e não pagar aos servidores municipais a implantação da matriz salarial e as progressões referentes a ação do Plano Geral.

   Em assembleia na manhã de hoje (30), os servidores decidiram aguardar até o prazo concedido pela justiça a Prefeitura, que é o dia 14 de novembro, para o cumprimento da determinação judicial e a efetiva implantação da matriz salarial e progressões, em folha suplementar.

   Caso a Prefeitura de Natal, mais uma vez insista em descumprir a ação judicial determinada pela justiça e não efetive o pagamento em folha suplementar, os servidores devem paralisar as atividades e iniciar uma greve geral por tempo indeterminado pelo cumprimento do plano.

   A diretoria do Sinsenat reitera que não aceitará nenhuma determinação diferente do que foi conquistado judicialmente pelo sindicato. A Prefeitura tem uma determinação judicial a cumprir, que inclui servidores ativos e aposentados. Não permitiremos que nenhum servidor seja prejudicado e tomaremos todas as providencias cabíveis para garantir que os direitos sejam respeitados.

   Fica agendado para o dia 14 de novembro, a partir das 9h da manhã na Praça dos Três Poderes, Centro, uma nova assembleia geral com indicativo de greve que foi mantido. Reforçamos a importância da participação de cada um e cada uma nesta assembleia geral. Mobilize seus colegas de trabalho, essa luta é de cada um de nós.

1DSC_0003DSC_0006DSC_0015DSC_0017DSC_0019DSC_0021DSC_0023DSC_0025DSC_0028DSC_0029DSC_0034DSC_0037DSC_0039DSC_0042DSC_0043DSC_0046DSC_0051

Tags:, , , ,

Categorias: Notícias do Sinsenat

Acompanhe as notícias do Sinsenat

Acompanhe e divulgue as notícias do Sinsenat nas redes e mídias sociais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s