Grupo de oposição “É Tempo” tenta dar golpe no Sinsenat!

bennetrealtors

A má conduta poderia ter provocado prejuízos irreparáveis à Entidade, aos seus milhares de filiados e familiares.

Este material informativo tem por objetivo esclarecer a base sobre todos os ataques promovidos pelo grupo denominado “É Tempo”.

A existência de oposição deveria ser algo natural, que faz parte da democracia e do respeito às opiniões divergentes. Mas, jamais pode se perder o objetivo de uma entidade sindical que é a construção e o fortalecimento das lutas na defesa dos interesses da classe trabalhadora, ainda mais na atual conjuntura de retirada de direitos.

Infelizmente, essa não é a conduta do grupo que rompeu com a gestão “SOMOS DE LUTA” e passou a ter atitudes antissindicais, ameaçar e intimidar dirigentes, principalmente as dirigentes mulheres. As condutas reprováveis desse grupo foram denunciadas ao Conselho de Gestão da Entidade e ajuizadas ações, inclusive criminais e denunciadas também na Delegacia da Mulher, devido, especialmente, às ameaças proferidas contra a coordenadora do Sindicato, Soraya Godeiro.

QUEM FAZ PARTE DA OPOSIÇÃO “É TEMPO”?

A gestão “SOMOS DE LUTA” é composta por 49 integrantes. Destes, apenas 07 romperam com a gestão e passaram a constituir um grupo de oposição denominado “É TEMPO”: Ivan da Silva, Ronaldo Dantas, Elbena Nóbrega, J. Neto, José Messias, Jailton Barbosa e Janeide Bezerra.

Após serem denunciados por vários malfeitos e condutas violadoras perderam a confiança do Conselho de Gestão da Entidade. As práticas reprováveis desse grupo de oposição tentam desconstruir a luta sindical, desestabilizar os membros do Conselho de Gestão e destruir o patrimônio da Entidade. Através de práticas machistas, fascistas e misóginas, tumultuam as reuniões do Conselho de Gestão, as assembleias e o dia-a-dia da Entidade, para engessar a organização administrativa e financeira sindical.

QUAIS OS OBJETIVOS DO GRUPO ”É TEMPO”?

Desmobilizar os servidores e servidoras em seus locais de trabalho para a luta em defesa dos seus direitos, prática que cotidianamente é denunciada à Entidade Sindical pela própria base.

Se apropriar da estrutura da Entidade Sindical construída ao longo dos anos com muito esforço, trabalho e honestidade. Para buscar seus objetivos, como terceirizar a Área de Lazer e acabar com a Escola de Formação o grupo “É Tempo” foi capaz, inclusive, do cúmulo de se aliar ao governo e à direita fascista.

DISCURSO DA FARSA

A gestão “SOMOS DE LUTA” tem, aos longos dos anos, toda a prestação de contas apresentada, publicizada e aprovada pela categoria. Após o rompimento o grupo “É tempo” tenta, a todo custo, atrapalhar a gestão administrativa e financeira da Entidade Sindical, com clara conotação golpista e eleitoreira.

OPOSIÇÃO “É TEMPO” TENTA GOLPE NO JUDICIÁRIO

Como não conseguiram paralisar a Entidade Sindical, a última investida do grupo “É Tempo” deve ser apresentada ao conjunto dos filiados de forma mais detalhada, pela tentativa irresponsável de interditar completamente as atividades do Sindicato. Um dos membros desse grupo de oposição, Ivan da Silva, pediu o bloqueio de todas as contas da Entidade, com a falsa alegação de ter sido desautorizado a movimentá-las e que o companheiro André Corcino estava movimentando, ilegalmente, as contas da Entidade Sindical.

Acesse a ação judicial na qual o grupo “É Tempo” solicitou o bloqueio das contas do Sinsenat através do link: https://goo.gl/oS7TCE

Não é Verdade! Todas as movimentações bancárias, depósitos e transferências da Entidade são realizadas após assinatura de dois coordenadores gerais e do tesoureiro, de acordo com as disposições estatutárias.

O pedido foi realizado sem nenhum compromisso com a verdade, de forma superficial e acusando falsamente a gestão do sindicato, numa clara tentativa de prejudicar a gestão e seus filiados.

JUIZ NEGA LIMINAR PARA BLOQUEIO DAS CONTAS DO SINSENAT

Por óbvio, o juiz NEGOU o pedido realizado pela oposição, por serem falsas as acusações, e em virtude do pedido prejudicar de forma VIOLENTA os filiados e filiadas. Todas as alegações da oposição foram negadas na petição juntada ao processo pela Caixa Econômica Federal, onde a Entidade tem as contas.

Leia abaixo a decisão judicial:

Decisão judicial 1Decisão judicial 2

IRRESPONSÁVEIS!

O pedido da oposição, baseado em calúnias, se fosse aprovado, teria forte impacto não só para as atividades da Entidade, mas também para milhares de filiados e seus dependentes, que necessitam dos serviços de plano saúde, contratados de forma coletiva.

Pacientes que realizam hemodiálise e quimioterapia, por exemplo, sofreriam diretamente as consequências das atitudes do grupo “É Tempo”. São pessoas cuja condição delicada de saúde não teria como arcar com a interrupção do tratamento, que poderia ser provocada pela irresponsabilidade do grupo.

Assim, o ato da oposição em pedir o bloqueio das contas já demonstra sua falta de zelo e cuidado humano. Tentam fazer um vale tudo, no qual somente o filiado e a filiada sairiam violados.

Os danos atingiriam também as próprias atividades regulares da Entidade Sindical, que precisa continuar forte e focada nas pautas dos servidores, e não combatendo um “inimigo interno”.

Frisa-se ainda que, apesar da tentativa torpe, o juiz reconheceu ser despropositado e sem fundamento o pedido inicial, haja vista os possíveis prejuízos que poderiam ser causados a toda uma coletividade.

Assim, a inconsequência do autor da ação, Ivan da Silva, fica comprovada em seu ato egoístico e maldoso, em especial porque adentrou com uma ação de cunho político, utilizando-se de politicagem e inverdades, as quais tiveram respostas e providências legais junto ao Judiciário.

NÃO PODEMOS PERMITIR A DESTRUIÇÃO DO SINSENAT

Os filiados e filiadas do Sinsenat, que acompanham a luta diária da Entidade na defesa dos seus direitos, não podem permitir que após anos de reconstrução e fortalecimento, a Entidade seja atingida por interesses de pessoas que não querem fazer uma disputa legítima no voto e tentam dar um GOLPE para buscar seus objetivos. Fiquem atentos!

Nós, da gestão SOMOS DE LUTA, continuaremos firmes no cumprimento do nosso papel: lutar para proteger e ampliar nossos direitos e defender o patrimônio dos servidores e servidoras filiados ao Sinsenat de grupos mal intencionados.

SOMOS DE LUTA!

Categorias: Notícias do Sinsenat

Acompanhe as notícias do Sinsenat

Acompanhe e divulgue as notícias do Sinsenat nas redes e mídias sociais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s