SOBRE A SUSPENSÃO DE ATENDIMENTO DO PLANO DE SAÚDE AMIL

A assessoria jurídica do SINSENAT vem a público trazer esclarecimentos acerca da suspensão, por parte do plano de saúde AMIL, aos serviços firmados por meio de contrato coletivo junto a Entidade Sindical – medida que deixou centenas de filiados e seus dependentes sem cobertura ambulatorial e hospitalar, inclusive, atendimento de urgência.

Em março deste ano, foi ajuizada ação – processo nº 0809263-67.2016.8.20.5001, em trâmite na 12ª Vara Cível – com o objetivo de questionar o reajuste abusivo de 77,48% aplicado na mensalidade, quando índice adotado para os demais planos conveniados UNIMED e HAPVIDA seguiu o percentual da Agência Nacional de Saúde (ANS), de apenas 13,55%.

A partir de então, o Sindicato passou a realizar depósitos consignados dos pagamentos, em conformidade com o percentual estabelecido pela ANS. Os comprovantes dos depósitos referentes aos meses de março e abril foram regularmente juntados aos autos, de modo que o juízo da 12ª Vara Cível encontra-se ciente do pagamento realizado pelo SINSENAT e, mesmo assim, manteve a suspensão do atendimento.

A assessoria jurídica recorreu e aguarda uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado ainda nesta tarde.

Confira o documento no qual a Amil solicita o aumento abusivo abaixo:

AMIL NATACHA

Categorias: Notícias do Sinsenat

Acompanhe as notícias do Sinsenat

Acompanhe e divulgue as notícias do Sinsenat nas redes e mídias sociais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s