Prefeitura oficializa Mesa De Negociação e Sinsenat suspende greve

Assembleia definiu suspensão de greve por 30 dias, mas faz ressalvas quanto a detalhes do documento enviado pela prefeitura.

Após a Prefeitura se comprometer oficialmente a retomar as negociações com a categoria ainda no mês de maio, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat) decidiu em assembleia, na manhã desta quarta-feira (13), suspender a greve por 30 dias. Os servidores retornam aos postos de trabalho a partir de amanhã, porém há ressalvas quanto a vinculação das reivindicações à aprovação do projeto da Dívida Ativa.

De acordo com o documento da gestão municipal, a instalação da Mesa de Negociação Permanente deve acontecer tão logo haja a votação do projeto de Lei da Dívida Ativa. Contudo, o Sinsenat não aceita que o cumprimento da Leia da Data Base, um direito adquirido, seja condicionado a essa aprovação.

“Entendemos que a prefeitura precisa oxigenar suas finanças e concordamos que os grandes devedores têm a obrigação de pagar, mas o cumprimento dos nossos direitos não pode se subordinar a isso. A prefeitura precisa se organizar de maneira independente para honrar seus compromissos”, explica a coordenadora Soraya Godeiro.

Outros pontos da pauta de reivindicações também tiveram a sinalização de novidades. O prazo para realização dos concursos públicos na Saúde e na Semtas foi definido para o dia 30 de junho, desde que haja a aprovação do projeto de lei, por parte da Câmara Municipal, que cria as respectivas vagas. Também foi revogada a Portaria nº 767/2015, que estabelecia o corte de ponto dos servidores aderentes a paralisação.

“É importante que esclareçamos que a greve não acabou. Ela está suspensa por 30 dias, mas os próximos passos serão definidos quando tivermos o resultado das negociações. Uma nova assembleia já está convocada para o dia 18 de junho, com indicativo de retorno a greve, caso não haja avanços”, afirmou Soraya.

Ofício

Na tarde de hoje o Sinsenat enviou o ofício de resposta a Prefeitura. Nele, constam a formalização da suspensão de greve por 30 dias, a realização de uma nova assembléia no dia 18 de junho e ainda a não aceitação do condicionamento da pagamento da Lei da Data Base à aprovação do projeto da Dívida Ativa.

foto 2 foto 1

doc doc2

Categorias: Notícias do Sinsenat

Acompanhe as notícias do Sinsenat

Acompanhe e divulgue as notícias do Sinsenat nas redes e mídias sociais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s