Servidores municipais ocupam Câmara e debatem pauta reivindicatória

Centenas de servidores estiveram na Casa Legislativa para audiência pública que tratou sobre os oito pontos reivindicados pelos grevistas

Cerca de 700 grevistas do Sindicato dos Servidores Municipais de Natal (Sinsenat), estiveram na Câmara dos Vereadores para acompanhar a Audiência Pública desta terça-feira (12). Na ocasião, foi definido que uma nova negociação sobre a Lei da Data Base, principal bandeira da causa, será realizada 24h após a votação do projeto de lei da cobrança da Dívida Ativa. A notícia foi recebida pelos manifestantes, que estiveram acampados durante todo o dia nos arredores da Casa.

Durante a audiência, foi firmado o compromisso de que o gabinete civil da prefeitura redigiria, ainda hoje, documento no qual firma o compromisso com a nova mesa de negociação, que antes estava prevista para acontecer somente no segundo semestre, em julho. Além disso, deve trazer ainda revogação da portaria publicada no Diário Oficial, que determina o corte do ponto dos servidores que aderiram a paralisação.

O Sindicato permaneceu acampado na Câmara dos Vereadores até o fim da tarde, com o intuito de garantir o recebimento do documento pela prefeitura. De acordo com Soraya Godeiro, presidente do Sinsenat, é dele que dependem os próximos passos da mobilização. “A assembleia deliberativa já está marcada para amanhã pela manhã, mas somente com a formalização das novas propostas é que poderemos decidir mantemos a greve ou não”, explica.

Conheça os 8 pontos

Definição do índice de reajuste da data-base em maio de 2015;

Reajuste retroativo ao mês de março;

Implantação da mudança de nível vencida na folha de maio de 2015;

Envio dos projetos de criação das Carreiras específicas até setembro de 2015 (Semtas, Semut e Auxiliares de Campo da Semsur e Semurb);

Envio do projeto de lei da gratificação dos Educadores Sociais da Semtas à Câmara dos Vereadores em maio de 2015;

Quando do envio do projeto de reajuste da data-base 2015 conceder 8% de reajuste aos fiscais da Semurb que não foram contemplados com o reajuste da data-base 2013;

Publicação dos editais dos concursos públicos para Semtas e Saúde em maio de 2015;

O abono do corte do ponto dos dias de greve.

Histórico da greve

Depois de 18 anos de congelamento salarial, a data-base foi instituída em 2010 e é uma lei que estabelece que a Prefeitura Municipal de Natal realize um reajuste anual, a cada mês de março, na remuneração dos servidores. Neste ano os trabalhadores deflagraram a greve no dia sete de abril, uma vez que o Prefeito descumpriu a lei e não dialogou com as entidades sindicais.

11203005_438411409653387_1559717001857969233_n

Categorias: Notícias do Sinsenat

Acompanhe as notícias do Sinsenat

Acompanhe e divulgue as notícias do Sinsenat nas redes e mídias sociais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s